Aceda à área de sócios

Como controlar o colesterol?

Cuide do seu colesterol, a sua saúde agradecer-lhe-á

  • 15
  • AGO

6 alimentos que o ajudam a conseguir os níveis ideais de colesterol

Uma boa alimentação fá-lo viver mais e melhor

O colesterol é uma molécula essencial sem a qual não poderíamos viver pois intervém em inúmeros aspetos do metabolismo. Por outro lado, quando o colesterol tipo LDL, mais conhecido como ‘colesterol mau’, está em valores elevados, pode chegar a ser problemático. O colesterol bom, HDL, protege-nos evitando que o colesterol mau se cole às artérias e as obstrua.

 

Certas atitudes ajudam-nos a manter o nosso colesterol em bons níveis: não fumar, manter um peso corporal adequado, praticar, pelo menos, 150 minutos de exercício físico por semana e comer melhor. De seguida, desvendamos-lhe 6 alimentos que são os seus aliados na batalha contra o colesterol.

 

 

  1. Água de coco

A água de coco é o líquido transparente que encontramos no interior desta fruta tropical. Tem um baixo teor em hidratos de carbono e menor teor em calorias do que outras bebidas comerciais. Concretamente, aporta-nos cerca de 20 quilocalorias em 100 ml de bebida. Tem minerais como cálcio, ferro, fósforo, potássio e magnésio. Também tem compostos antioxidantes, que oferecem múltiplos benefícios para a saúde.

Uma investigação recente com o óleo de coco comprovou como, numa série de sujeitos que o usaram para cozinhar durante quatro semanas, apesar de conter gordura saturada, não produziu um aumento do colesterol LDL, mas sim do HDL bom.

 

Além da água, é uma das melhores bebidas hidratantes. O ideal seria bebê-la diretamente do fruto, embora saibamos que isso é complicado, por isso, encontramo-la cada vez em mais estabelecimentos.

2) Sementes oleaginosas, como chia.

O seu componente mais destacado são os ácidos gordos ómega-3, o que lhe confere propriedades anti-inflamatórias e vasodilatadoras, ajudando, assim, a regular a tensão arterial e o colesterol (diminui as lipoproteínas LDL e aumenta as HDL).

Para isso, contribui também o seu teor elevado em fibra e a presença de esteróis vegetais, uns compostos das plantas que também são benéficos contra doenças coronárias.

É necessário deixar que hidratem antes de as ingerir ou triturar para poder aproveitar todos os seus componentes. Misturadas com fruta, bebidas vegetais ou lácteos, representam uma combinação muito nutritiva.

 

3) Antioxidantes naturais, mirtilos e chá verde.

 

As moléculas antioxidantes, em concreto os polifenóis, são compostos benéficos para o organismo e estão presentes naturalmente em alimentos vegetais. Podem ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares. Por isso, não podem faltar nesta lista dois alimentos altamente ricos nestas substâncias.

 

Os mirtilos são um tipo de fruto vermelho rico em vitaminas C, B, E, K, betacarotenos, potássio e fibra. Têm altos níveis de flavonóides, um grupo de polifenóis, cujos efeitos no organismo vão desde melhorar os níveis de colesterol LDL, diminuir o risco de enfarte a melhorar estados inflamatórios do organismo.

 

Por outro lado, o chá verde é ainda mais rico em antioxidantes do que o grupo de frutas e verduras. Os seus polifenóis maioritários são as catequinas. Está isento de calorias quando tomamos sem juntar adoçantes. Tem quantidades relevantes de vitaminas como a C e B, e minerais como potássio, cálcio e magnésio.

Esta bebida atua positivamente no colesterol total, LDL e nos triglicéridos do organismo, favorecendo, assim, a saúde cardiovascular.

 

4) Cereais integrais como a aveia

A aveia é rica em hidratos de carbono, minerais como manganésio, fósforo, magnésio e vitaminas do grupo B. É outra fonte bem conhecida de fibra solúvel, responsável pela redução na absorção de colesterol sanguíneo tipo LDL.

 

Para as pessoas que querem melhorar os seus níveis de colesterol sanguíneo é muito recomendável inclui-la no pequeno-almoço em forma de flocos com leite ou iogurte, realizar preparados caseiros com farinha de aveia ou em forma de porridge com mirtilos.

           

5) Verduras como alcachofra e beringela.

A alcachofra contém cinarina, uma substância que estimula a vesícula biliar. Este órgão intervém no metabolismo e na eliminação do colesterol do organismo, pelo que se trabalhar em plena forma, os nossos níveis de colesterol sairão beneficiados.
O ácido clorogénico da beringela é outro potente antioxidante que contribui para evitar que o colesterol mau LDL oxide. Exerce também um certo efeito esponja sobre o colesterol sanguíneo. A fibra destas duas verduras potencia o efeito positivo dos seus ácidos nos níveis de colesterol.

6) Soja - em todas as suas versões-


Reduz os níveis de colesterol circulante, diminuindo o tipo LDL. Esta propriedade deve-se em parte às suas isoflavonas de efeito antioxidante e à natureza da sua parte proteica.

Outro motivo pelo qual melhora os nossos níveis de colesterol é porque um maior consumo de alimentos vegetais contém menos gorduras saturadas do que a carne e aportam-nos mais gorduras monoinsaturadas, vitaminas, minerais e fibra.

 

Lembre-se que uma alimentação adequada é a base para viver mais e melhor. Faça-o com o GO fit!

Publicado por:
  • Comer Bem
  • movimento
  • receitas
  • sementes de chia
Relacionadas

Error