Aceda à área de sócios
Escolher centro GO fit

A atividade física, fator-chave que reduz o risco de sofrer cancro

O professor Alfonso Jiménez salienta que a prática regular de atividade física e exercício é um fator-chave do estilo de vida que reduz o risco de desenvolver cancro.

  • 1
  • FEV

Na União Europeia, uma em quatro mortes em 2013 tinha relação direta com o cancro.

Com programas de exercício adequados e supervisionados por profissionais, as pessoas afetadas registam uma redução significativa dos efeitos nocivos dos tratamentos.

Segundo os dados publicados esta semana pelo Eurostat , por ocasião do Dia Mundial contra o Cancro, na União Europeia uma de cada quatro mortes em 2013 estava diretamente relacionada com o cancro (26% do total) até alcançar um número de 1 300 000 mortes. Nos homens, o cancro mais agressivo foi o do pulmão, ao passo que nas mulheres foi o cancro da mama. 

A prática regular de atividade física e exercício é um fator-chave do estilo de vida que reduz o risco de desenvolver cancro. Mas os seus benefícios não se limitam a esse papel preventivo. De facto, as provas mostram que com programas de exercício adequados e supervisionados por profissionais, as pessoas afetadas registam uma redução significativa dos efeitos nocivos dos tratamentos ao mesmo tempo que melhoram a sua qualidade e esperança de vida. Estudos importantes de acompanhamento de grupos de pacientes e análises retrospetivas indicam igualmente, inequivocamente, que o exercício reduz a probabilidade de reaparecimento da doença após um tratamento inicial agressivo e que se reduz o risco de se acabar por morrer de cancro. 

Apesar da existência de determinadas limitações nos dados oferecidos pela investigação disponível hoje em dia (ainda com poucos estudos randomizados) e o facto de as pessoas com um estilo de vida ativo terem tendência a comer de forma sana, não fumar e ter uma composição corporal mais saudável, um recente estudo de revisão sistemática levado a cabo pelo Instituto Nacional do Cancro no Reino Unido concluía que praticar regularmente entre 2 e 5 horas de atividade física por semana está associado a uma redução significativa (até 60% nalguns estudos) do risco de reaparecimento da doença em pacientes com cancro.

 

 

Prof. Alfonso Jiménez, PhD, CSCS, NSCA-CPT, FLF

 

Diretor de Investigação do GO fit LAB, é Catedrático de Exercício Físico e Saúde e Diretor do Centro de Investigação de Ciências Biológicas Aplicadas e do Exercício na Universidade de Coventry (Reino Unido), e Diretor da Comissão de Investigação e Divulgação da Fundação para a Vida Ativa e Saudável. Além disso, é Investigador.

http://www.coventry.ac.uk/research/research-directories/researchers/professor-alfonso-jimenez/

Publicado por:
  • GO fit LAB

Error

COOKIES

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para analisar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada a suas preferências com base em um perfil baseado em seus hábitos navegação (por exemplo, páginas visitadas). Mais informação

Selecione seus cookies

ACEITAR COOKIES CONFIGURAÇÃO