Aceda à área de sócios
Escolher centro GO fit

O que é a Cheat Meal?

Cheat Meal durante o fim de semana

  • 21
  • MAI

Descubra os benefícios, acredite ou não, da Cheat Meal.

As vantagens de um lanche ocasional, de uma forma controlada.

O que é a cheat meal?

O conceito de cheat meal tem vindo a ganhar popularidade principalmente entre bodybuilders que fazem um treino intenso e uma alimentação rigorosa, e deste modo, introduzem uma refeição mais livre num dia da semana.

Mas o que é a cheat meal ou refeição do lixo ou refeição da asneira? É uma refeição onde se incluem alimentos ricos em hidratos de carbono e açúcares que foram restringidos da alimentação habitual.

 

Quais os possíveis benefícios da cheat meal?

Os possíveis benefícios da cheat meal descritos nalguns estudos são essencialmente de aliviar o stress psicológico, funcionando como uma recompensa, e aumentar o metabolismo.

Relativamente ao metabolismo, há estudos que sugerem que quando uma pessoa faz uma restrição calórica durante bastante tempo, os seus níveis de leptina diminuem e o metabolismo torna-se mais lento, e deste modo torna-se mais difícil a perda de gordura corporal. Por outro lado, quando são ingeridas calorias em excesso através de uma cheat meal rica em hidratos de carbono e açúcares, os níveis de leptina aumentam, o metabolismo aumenta, e a perda de gordura torna-se mais eficaz, no entanto o mesmo não acontece com uma cheat meal rica em gorduras, como pizas, hambúrgueres e batatas fritas.

No entanto, os estudos científicos sobre o efeito da cheat meal no aumento do metabolismo e na perda de gordura corporal ainda são escassos, pelo que estes benefícios não estão ainda comprovados. Além disso, há estudos que sugerem que esta perda de gordura só vai ocorrer se a pessoa tiver uma massa muscular elevada, se já segue um plano alimentar rigoroso há cerca de 1 mês e se treina com intensidade regularmente, sendo que uma boa altura para fazer a cheat meal seria depois de um treino intenso.

 

Cheat meal ou cheat day ao fim de semana?

A cheat meal é muitas vezes confundida com cheat day ou dia do lixo, mas como o próprio nome indica, estamo-nos a referir apenas a uma refeição e não ao dia todo! É importante entender que a cheat meal diz respeito apenas a uma refeição por semana, e não ao fim de semana todo. Muitas pessoas fazem cheat days durante o fim de semana todo: sexta à noite, sábado e domingo, porque acham que o resto da semana já fizeram bastantes restrições alimentares e merecem várias “recompensas” para aliviar a ansiedade. Por isso, passam a semana ansiosamente à espera do fim-de-semana para consumirem refeições bastante calóricas e ricas em gordura saturada, açúcares e sal.

Por exemplo, uma pessoa que precise de 1200 kcal diárias com o objetivo de perda de peso, chega ao sábado e não toma o pequeno-almoço porque acorda tarde, mas vai almoçar fora e consome de entradas uma bola de pão de mistura com manteiga (cerca de 360 kcal), 2 rissóis de carne (cerca de 380 kcal) e 12 azeitonas (cerca de 110 kcal), de seguida consome um prato de bacalhau com natas (cerca de 500 kcal, dependendo do tamanho da dose), a acompanhar com 2 copos de 150ml de vinho tinto (cerca de 120 kcal) e como sobremesa um arroz doce (cerca de 230 kcal). Ao lanche consome um croissant com manteiga (cerca de 600 kcal) e ao jantar consome apenas uma concha de 200ml de sopa de espinafres (apenas 80 kcal) porque acha que já consumiu muitas calorias durante o dia. Fazendo as contas, neste dia acabou por ingerir 2380 kcal, mais 1180 kcal do que aquelas que necessitava (ou seja, o dobro), apesar de não ter ingerindo nada ao pequeno-almoço e comendo apenas uma sopa ao jantar. Imaginando que esta pessoa vai repetir este processo no domingo, neste fim de semana acabou por ingerir o dobro das calorias que necessitava.

Devo ou não fazer uma cheat meal?

É verdade que a cheat meal é uma forma de aliviar a ansiedade e uma oportunidade para conviver com amigos e família. Mas é importante perceber que o nutricionista perdeu horas a planear um plano alimentar personalizado para a pessoa atingir o seu objetivo, e até inseriu no plano alimentar várias alternativas de refeições e exemplos de receitas para a alimentação não ser monótona. Se esta pessoa não vai cumprir o plano alimentar na totalidade, se vai por exemplo trocar as tortilhas de milho por bolacha Maria, trocar a aveia por granola, em vez de 10g de frutos secos como o pacote todo de 100g, não pesa os alimentos, e chega ao fim de semana e ainda faz várias cheat meals, obviamente que não vai perder peso e provavelmente ainda vai aumentar de peso e massa gorda.

No entanto, se a pessoa cumpre o plano alimentar mas sente-se ansiosa e precisa de cometer alguns “pecados” na alimentação para aliviar a ansiedade, é importante personalizar:

· Se for uma pessoa que não consegue fazer apenas uma cheat meal durante os sete dias da semana, é preferível, por exemplo, durante a semana em dias alternados (Ou seja no máximo 4 vezes por semana) comer 1 quadrado pequeno (máximo de 10g) de chocolate negro com pelo menos 70% de cacau e sem açúcar (cerca de 50 kcal por cada 10g);

· Por outro lado, se for uma pessoa que não consegue comer apenas 1 quadrado de chocolate porque iria comer a tablete inteira, e prefere esperar pelo fim de semana para comer uma refeição mais calórica e/ou com mais quantidades, poderá fazer uma cheat meal por semana, desde que essa cheat meal inclua apenas as entradas ou o prato principal ou a sobremesa, e não todas ao mesmo tempo.

Publicado por:

Error

COOKIES

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para analisar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada a suas preferências com base em um perfil baseado em seus hábitos navegação (por exemplo, páginas visitadas). Mais informação

ACEITAR COOKIES REJEITAR COOKIES