28 Dezembro, 2021

A ciência comprovou-o, os centros desportivos são espaços seguros

Está comprovado que a atividade física é um fator-chave para manter um estilo de vida saudável

GOfiter@, temos uma boa notícia para si!

Na sequência do último relatório SafeACTIVE do estudo realizado pela EuropeActive em colaboração com a Universidade Rey Juan Carlos, a Universidade AWRC-Sheffield Hallam e o Instituto de Investigação Ukactive, ficou comprovado que os ginásios são ambientes seguros com um risco relativamente baixo de transmissão da infeção por COVID-19.

Este relatório, baseado numa recolha extensiva e análise de dados, conclui que, das 185 milhões de visitas a clubes de fitness, centros desportivos e de lazer, incluindo o GO fit, o número de casos reportados é de 0,88, ou seja, inferior a um caso por cada 100 000 visitas, com apenas 1628 casos positivos reportados (tanto de sócios como de pessoal) de operadores sediados na Bélgica, França, Alemanha, Grécia, Itália, Países Baixos, Portugal, Espanha e Reino Unido.

O professor Alfonso Jiménez, diretor da THINK Active e nosso diretor do GO fit LAB, que também participou na elaboração deste relatório, apoia que “os dados fornecidos pelos operadores dos clubes sugerem que os ginásios e os centros desportivos e de lazer, onde as medidas de mitigação padrão do setor estão em vigor, continuam a proporcionar espaços públicos seguros para fazer exercício, com um número muito baixo de casos de COVID-19 reportados pelos próprios utilizadores. Utilizámos métodos sólidos de recolha de dados e os nossos resultados coincidem com os das fontes de saúde pública”.

É a ciência que o diz…

Os centros desportivos são lugares seguros, com um risco muito baixo de transmissão de COVID-19, de acordo com os dados deste relatório. Além disso, também se comprovou que a atividade física também é um fator-chave para manter um estilo de vida saudável, e pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver doenças como o COVID-19.

Além disso, o Diretor do Centro de Investigação Sobre Bem-Estar Avançado da Universidade de Sheffield Hallam, o professor Rob Copeland, também declarou que “o segundo relatório da SafeACTiVE apresenta dados importantes sobre o contributo do setor do fitness e do lazer para apoiar a saúde e o bem-estar durante a pandemia. Embora o COVID-19 continue a ser uma sombra sobre a sociedade, este relatório fornece provas convincentes em apoio da prioridade da atividade física na política nacional e da garantia de que as instalações permaneçam abertas para ajudar a manter o bem-estar físico e mental das pessoas e comunidades”.

O segundo relatório SafeACTiVE foi possível graças ao generoso apoio da 4global, Boddy, BRP Systems, FIBO, Johnson Health Tech/Matrix, Myzone, Perfect Gym Solutions, Schwa-Medico, Sport Alliance, Technogym, Urban Sports Club y Xplor, todas elas membros do Conselho do Presidente da EuropeActive para Fornecedores, Digital & Tech.

Artigos relacionados