21 Abril, 2022

Benefícios do desporto na adolescência

O dito de que o desporto é saúde não é nenhuma frase feita. É uma realidade que se pode ver nos benefícios físicos e mentais que a prática desportiva tem em todos os grupos etários. Tanto o fortalecimento de músculos e ossos, como um maior bem-estar emocional, o desporto é uma atividade que deveria estar assinalada a vermelho para todos os cidadãos. As possibilidades e os tipos dependem de cada pessoa, uma vez que uma das suas vantagens é o variado leque de modalidades desportivas que se podem praticar. 

O primeiro sintoma positivo do exercício físico pode ver-se numa melhoria da forma física e da resistência. O indivíduo sente-se melhor se praticar desporto com assiduidade e sente, com o passar do tempo, que o seu corpo responde cada vez melhor, tanto à carga de trabalho, como às ações quotidianas que se realizam diariamente. A perda de peso também está associada a esta atividade. O fortalecimento dos músculos é outra consequência da prática de desporto, entre eles o mais importante, o coração. Porque a atividade física regula a pressão arterial e isto significa que o coração é mais forte, pelo que requer menos esforço para bombear uma maior quantidade de sangue. Os ligamentos e as articulações também experienciam uma notável melhoria através do desporto, bem como o nível de flexibilidade de todas as partes do corpo. 

Os benefícios do desporto do ponto de vista físico são infinitos para o corpo humano porque além do fortalecimento geral, reduz o risco de sofrer de doenças como determinados cancros, diabetes ou a osteoporose, que é uma doença que produz uma redução da densidade da massa óssea. 

A área mental também vê melhorias através do desporto. Redução do stress ou ansiedade, qualidade do sono, aumento da autoestima, aumento da concentração ou diminuição da agressividade são algumas das consequências diretas que, de uma perspetiva emocional de uma pessoa, se conseguem mediante a prática da atividade física. Estes, e os benefícios físicos, são apreciados em todos os grupos etários e alguns deles ocorrem com uma maior incidência na etapa da adolescência. 

Os benefícios do desporto para os mais jovens

A prática desportiva é muito importante neste grupo, quando os menores têm entre 12 e 18 anos, porque implica muitas vantagens para o seu corpo e também para o desenvolvimento da sua mente. É uma etapa de mudanças na vida de uma pessoa e esta mudança de vida realiza-se melhor e de uma forma mais organizada entre os adolescentes que praticam desporto, uma vez que este aumenta o seu nível de energia e reduz a carga de pensamentos negativos que podem surgir durante estes anos. As insónias são postas de lado e os pensamentos florescem entre os jovens que praticamente desporto. Todos estes ingredientes se traduzem num melhor rendimento académico, dado que a capacidade de concentração é muito maior. Os objetivos são, assim, conseguidos com maior facilidade. 

O desporto é, além do mais, um elemento socializador, fator importante numa etapa na qual alguns adolescentes encontram problemas em fazer amizades. O menor sente-se mais forte e com uma imagem que lhe transmite mais confiança, autoestima e bem-estar. É um momento da vida chave que cria as bases da pessoa adulta no futuro, portanto, realizá-lo com o exercício físico proporcionará benefícios muito positivos, tanto no presente, como para as etapas seguintes. 

Sou pai, como posso incitar os meus filhos a fazer desporto?

É uma questão que aumenta a dificuldade quando os pequenos da casa são adolescentes, uma vez que a relação entre pais e filhos nem sempre é a ideal durante esta fase. Mostrar e explicar os benefícios que tem o desporto na sua saúde é um bom primeiro passo, se bem que o seguinte deve ficar à sua consideração. Trata-se de permitir que o menor seja quem escolhe o desporto que quer praticar. Por um lado, é ele que o viverá na primeira pessoa e não podemos opor-nos à sua decisão. Por outro, é uma forma para ganhar a sua confiança. A atitude dos pais perante os passos dos adolescentes neste contexto tem de ser positiva e de apoio, uma vez que a mínima reação de recusa pode ter consequências muito negativas na perceção do menor.

Pregar com o exemplo, ou seja, aproximar-se à atividade que o nosso filho pratica, pode servir de ajuda para fomentar que continue ou aumente o seu nível de atividade. Nesse sentido, programas de exercício em família como aqueles que propomos na GO fit Family são uma boa escolha, uma vez que organizam atividades desportivas nas quais participa toda a família. É a melhor forma de socialização entre eles e de fomento do desporto. Estes centros desportivos contam com instalações ideais nas quais se inclui piscina e profissionais especializados para a colocação em marcha de um desporto em família. 

Artigos relacionados