29 Março, 2022

Porque é que o desporto nos ajuda a ser mais felizes?

Este mês de março, concretamente no dia 20, celebra-se o Dia Internacional da Felicidade, uma data que todos nós devemos marcar a vermelho no calendário.

O desporto é um dos caminhos mais curtos para alcançar a felicidade, por isso, é importante que se dedique algum tempo todos os dias para fazer desporto. Não tem de correr durante uma hora. Basta dedicar quinze ou trinta minutos a trabalhar o seu corpo e verá que, mais cedo ou mais tarde, começará a notar uma grande melhoria física e mental. 

Vantagens de praticar desporto 

Está cientificamente provado que o desporto regular gera uma série de benefícios: 

  1.  Ajuda a controlar o peso: fazer desporto, especialmente quando se trata de desportos com carga de trabalho aerodinâmico, ajuda a controlar o peso. O desporto e uma dieta equilibrada são uma combinação vencedora para o manter em boa forma e não ter quilos a mais. Pratique desporto de intensidade moderada regularmente e o seu corpo agradecer-lhe-á por isso. 
  2.  Melhora a sua autoestima: um dos efeitos colaterais positivos de fazer exercício e perder peso é que terá um ótimo aspeto. Todas as manhãs, ao olhar-se ao espelho, gostará do que vê e estará mais à vontade consigo próprio. E isso reflete-se na sua autoestima. Quanto mais confiante estiver, melhor e mais feliz será nas suas relações. Quando nos falta autoestima, tendemos a esconder-nos dos outros, a não querer sair nem ver pessoas. Faça desporto todos os dias e ganhará confiança. O mundo terá logo uma cor diferente para si. 
  3.  Melhora a sua saúde: o desporto ajuda-o a combater doenças como a diabetes e é uma grande ajuda para a sua tensão arterial, pelo que reduzirá consideravelmente o risco de sofrer de doenças cardiovasculares. 
  4.  Fortalece os seus músculos e melhora a sua flexibilidade: trabalha os seus músculos e fortalece-os, mantendo-os tonificados e funcionais, o que é fundamental para manter a mobilidade. Os seus tendões e as suas articulações também beneficiarão do desporto, especialmente se praticar desportos sem impacto, tais como a natação ou o ciclismo. 
  5.  Atrasa o envelhecimento: o desporto oxigena o seu corpo e elimina as toxinas no mesmo, por isso, se o fizer regularmente, os efeitos do envelhecimento demoram mais tempo a aparecer no seu corpo. 
  6.  Melhora a sua capacidade aeróbica: criar hábitos desportivos acabará por ter um efeito positivo na sua resistência, para que se sinta cada vez melhor e desfrute mais da atividade. 
  7.  Maior vitalidade: à medida que a sua saúde cardiovascular e pulmonar melhorar, começará a sentir-se com mais energia no seu dia-a-dia. 
  8.  Liberta as hormonas da felicidade: um dos benefícios do desporto é que permite ao seu corpo segregar uma série de hormonas e substâncias químicas, incluindo as endorfinas e a dopamina, que o fazem sentir-se de melhor humor, mais animado e dar-lhe uma sensação de bem-estar. 
  9.  Reduz o stress: estas hormonas desempenham um papel importante na redução do stress diário. Além disso, o tempo que dedica ao desporto ajuda-o a desligar-se das suas preocupações durante algum tempo, uma vez que exige uma certa concentração e dedicação. 
  10.  Melhora o sono: outra substância libertada durante a prática desportiva é a melatonina, que está relacionada com o sono, pelo que, ao fazer exercício, dormirá mais e melhor. 

A armadilha de procurar a felicidade 

Uma das respostas mais comuns à pergunta “qual é o seu objetivo de vida” é habitualmente “ser feliz”. É evidente que todos aspiramos a ser felizes, a viver num estado eterno de bem-estar e paz interior em que nos sentimos bem connosco próprios, com o ambiente que nos rodeia. Seria uma loucura não desejar a felicidade. Contudo, é um erro procurar a felicidade como se fosse um objeto valioso que permanece escondido nalguma parte remota da nossa existência. Para começar, porque isto não é exatamente assim. Ninguém acorda um dia e diz “Já sou feliz, a partir de agora tudo será maravilhoso”. Mas, sobretudo, porque a felicidade é um estado transitório, uma emoção que só faz sentido vivida no presente. Projetar uma vida futura de felicidade não o vai tornar mais feliz, nem lhe garante que será mais feliz mais tarde. É claro que também não faz sentido permanecer preso a um passado mais benevolente consigo mesmo. 

Trata-se de procurar a felicidade imediata. O presente é o tempo em que vivemos as emoções, em que vivemos as nossas experiências de vida, é por isso que nos devemos preocupar com o aqui e o agora, com a procura do nosso bem-estar no momento presente. Esta busca imediata também não significa que devamos hipotecar o nosso futuro para podermos desfrutar do presente. Devemos procurar um equilíbrio, mas estar conscientes de que a prioridade e o que é realmente importante é o que sentimos e o que vivemos no presente. 

E, como já vimos, o desporto e a felicidade andam de mãos dadas, por isso, comece a fazer exercício e viva a vida de uma forma mais saudável, mais alegre e mais positiva. 

Artigos relacionados