12 Julho, 2022

Desporto a partir dos 60. Que aspetos devemos ter em conta

À medida que envelhecemos, deve ser dada atenção a certos aspetos do nosso estilo de vida. Por exemplo, não devemos parar de fazer atividade física, embora possa parecer contraditório. A prática de desportos que envolvem movimento é altamente recomendada para promover hábitos saudáveis e evitar estilos de vida sedentários a todo o custo, mesmo depois dos 60 anos.

O sedentarismo está muito longe do que entendemos serem hábitos saudáveis. Estar demasiado tempo sentados ou deitados diariamente pode acabar por afetar a nossa saúde, o desporto é o companheiro ideal para evitar que isto aconteça.

Precisa de praticar desporto depois dos 60 anos?

Deve ficar claro que todos precisam de fazer exercício; é um dos pilares fundamentais de um estilo de vida saudável. À medida que envelhecemos, perdemos capacidades físicas, especialmente a partir dos 60 anos, idade em que as funções motoras começam a deteriorar-se. Existem exercícios que podem retardar esta deterioração e, juntamente com um bom plano de alimentação, farão a diferença.

O nosso corpo não foi concebido para manter um estilo de vida sedentário: o movimento complementa as funções internas. O exercício regula a nossa temperatura, melhora o nosso metabolismo, ajuda a circulação sanguínea e muito mais, tornando o desporto ainda mais necessário para as pessoas mais velhas.

Mas se o desporto deve ser obrigatório para todos, porquê perguntar se os maiores de 60 anos o devem fazer? 

O desporto representa bem-estar e promove o bom funcionamento dos nossos órgãos internos. Em conclusão, os adultos mais velhos devem também fazer exercício desde que este seja adaptado às suas capacidades.

Benefícios do exercício na terceira idade

Os benefícios do desporto na velhice são muitos, tanto a nível preventivo como corretivo. Há muitas doenças que podem ser reduzidas ou eliminadas com apenas algumas horas de atividade física diária.

Os benefícios podem ser:

  • Melhora as funções cardiopulmonares.
  • Fortalece os músculos e a motricidade óssea: dá força, mobilidade, coordenação e aumento da velocidade de resposta.

Certamente que, mesmo que não existam doenças pré-existentes, o simples facto de se manter ágil é uma boa razão para praticar desportos na terceira idade. Os bons hábitos são tudo para manter uma vida plena, com todas as nossas funções intactas.

Um dos benefícios mais importantes do desporto para as pessoas mais velhas é a melhoria do estado de espírito. Com o desporto, oxigenamos o nosso cérebro e geramos pensamentos positivos. Se vier ao GO fit e praticar desporto, teremos a possibilidade de conhecer novas pessoas e criar uma comunidade agradável.

Que desportos pode praticar um adulto mais velho

Há desportos para pessoas mais velhas que podemos recomendar em geral. No entanto, realçamos que é melhor consultar um especialista sobre o tipo de exercícios a realizar. Os profissionais dos nossos centros GO fit poderão aconselhá-lo sobre o que é mais adequado para si, de acordo com as suas condições individuais.

Realizar exercícios de resistência, tais como os aeróbicos, de fortalecimento, equilíbrio e flexibilidade ajudarão muito a nossa saúde, mas devem ser sempre suaves e adaptados às condições de cada um.

Se vierem aos nossos centros GO fit, as pessoas com mais de 60 anos, ou de qualquer idade, poderão desfrutar de uma grande variedade de atividades que refletirão os seus benefícios para a sua saúde. Aulas como a motrix, manutenção ativa, pilates ou natação são desportos de baixo impacto que melhoram o sistema respiratório e cardiovascular. Em termos de fortalecimento muscular, existem exercícios com elásticos ou pesos de baixa carga que podem ser realizados nas nossas salas de fitness.

O importante é a regularidade e a disciplina, não a intensidade dos exercícios. Dependendo da idade e das circunstâncias de cada pessoa, pode ser interessante trabalhar com maior intensidade. No entanto, em pessoas mais velhas, manter-se ativo será suficiente para alcançar uma vida mais capaz, plena e feliz. Talvez possa acrescentar mais exercícios à sua rotina ou aumentar um pouco a dificuldade. Mas, no fim de contas, o mais importante e que deve sempre primar é manter-se ativo, mesmo a partir dos 60 anos.

Artigos relacionados